(021) 2431-3403    |    contato@visionbarra.com.br    |   

Os cuidados com os olhos no verão

O verão chegou e promete. Junto com as férias, os passeios ao ar livre e à praia, esse período de calor pede também alguns cuidados especiais com a pele, mas também com os olhos. 

As últimas pesquisas sobre o assunto mostram que a incidência de doenças causadas por vírus e bactérias pode ser 46% maior no verão que em outras estações. O problema pode começar com uma simples irritação. Tanto a água do mar quanto da piscina pode provocar irritação nos olhos. Mas o cloro da piscina, no entanto, é bem mais nocivo que o sal do mar.

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia alerta que, manifestações como “olhos irritados” (vermelhos) com sensação de areia ou corpo estranho e fotofobia (desconforto com a luminosidade), podem ser indicações de algo mais sério, como conjuntivite ou ceratite – que geralmente acontecem depois de longos períodos de exposição solar sem proteção. Portanto, recomenda-se o uso de bonés, chapéus e óculos escuros com filtro para radiação ultravioleta.

Como de praxe, o ideal é evitar a exposição solar entre 10 e 14 horas. Nos estados onde vigora o horário de verão, até às 15 horas. O mesmo vale para crianças e adolescentes (já que os efeitos solares são cumulativos) e dias nublados (quando a radiação pode chegar a 70% dos dias ensolarados).

Os efeitos nocivos do sol são vistos geralmente a longo prazo, quando doenças da conjuntiva, como pterígio e alguns tumores, podem surgir. O tempo e as consequências cumulativas das radiações também envolvem a incidência de catarata e até degeneração da mácula. Mas seja qual for a enfermidade, qualquer tratamento ou medicamentos como pomadas e colírios devem ser prescritos pelo médico oftalmologista.

Proteção x acessório

Óculos de sol, portanto, não são apenas acessórios. Em país onde prevalece o clima tropical, óculos escuros são ferramenta de proteção e devem seguir algumas normas de segurança, pois uma lente escura de má qualidade pode causar distorções que comprometem a visão: uma vez que diminui a luminosidade, acarreta no aumento da pupila e, consequentemente, em uma maior absorção dos raios nocivos. Por isso este tipo de óculos deve ter proteção contra raios UV.

Essa proteção é necessária para filtrar os raios que nossa córnea não é capaz de absorver e filtrar. Óculos com lentes castanhas, cinzas e verdes protegem melhor os olhos, enquanto as amarelas são indicadas para praticar esportes.

Lembre-se de comprar seus óculos em um lugar que você confia e que possa lhe dar garantia e assistência se o produto apresentar defeito. Normalmente as pessoas tomam todas as precauções em relação a óculos de grau, mas esquecem que os óculos de sol merecem a mesma atenção.

Fonte: Medical Site